Entrevista Kamaitachi: saiba mais sobre o músico que construiu um roteiro de sucesso na internet e faz show em Porto Alegre dia 6 de novembro

Uma atitude despretensiosa que começa no meio virtual e ganha implicações no mundo real. Trata-se de uma situação que não chega mais a ser novidade, mas que ainda chama a atenção. Ainda mais quando ligada à arte — mais precisamente à música, neste caso —, como é a história do jovem Rafael Gonçalves, 23 anos. Conhecido pela alcunha artística de Kamaitachi, o cantor e compositor acumula milhões de plays nas plataformas digitais (atualmente, só o canal do artista no YouTube tem mais de 2,5 milhões de inscritos).

E, agora, ganha os palcos para mostrar sua mistura sonora de rock, blues e ritmos brasileiros embalados com potencial pop. Nessa nova fase, onde o universo físico das coisas torna-se a extensão de uma carreira iniciada na internet, Porto Alegre é uma das paradas do músico. Na apresentação marcada para 6 de novembro, domingo, no Opinião (Rua José do Patrocínio, 834), às 20h, Kamaitachi vai mostrar, segundo ele mesmo, um trabalho de inspirações cinematográficas — que pode muito bem ser trilha para a tragicomédia da vida como ela é.

Ingressos à venda no link www.sympla.com.br/opiniao.

“Minhas músicas são como filmes: começo, meio e fim e muitas emoções durante todo o processo. Meu show é exatamente assim! E pode ter certeza que esse filme tem um final muito feliz”, assegura o artista, em entrevista à Abstratti Produtora, responsável pelo show na capital gaúcha.

Kamaitachi começou na música com uma banda chamada Sala 31, mas logo partiu para carreira solo. Isso em 2017 — mais especificamente em 17 de dezembro, quando postou seu primeiro som intitulado ‘chuvadesexta.gif’.

Sem ambições, passou a compor e editar suas faixas em um celular, apenas com voz e violão, criando clipes para as próprias composições. Com uma lírica afiada, abordando natureza humana e religiosidade, Kamaitachi conta histórias por meio de uma narrativa sombria. Entre seus temas famosos estão ‘Morgana’ (com 24 milhões de visualizações) e ‘Homem Torto’ (pela qual recebeu o disco de diamante da ONErpm por 173 milhões de plays). 

No papo que tivemos, Kamaitachi revela como se tornou músico, fala sobre colher frutos do sucesso online, explica seu processo de composição e como percebe a própria obra. O material completo está disponível  aqui (https://abstratti.com/um-roteiro-de-sucesso-na-musica-atual-entrevista-kamaitachi/) e pode ser usado, parcial ou integralmente, desde que com o devido crédito: Homero Pivotto Jr./Abstratti Produtora.

Homero Pivotto Jr.

Assessor de Imprensa 
Abstratti Produtora 
www.abstratti.com
facebook.com/abstratti 
twitter.com/abstratti 
youtube.com/abstratti 
(51) 98557-3136 celular 
press@abstratti.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *