Boogie Week anuncia sua segunda edição com painéis e pocket shows para celebrar a cultura preta em São Paulo

O evento gratuito acontece em 1º de novembro e reúne música, empreendedorismo e autoestima negra no Auditório do Ibirapuera


Na comunidade preta, compartilhar o que se sabe e valorizar tanto quem veio antes quanto quem está agora, na missão de conquistar um futuro mais coletivo e potente, são valores fundamentais, e a segunda edição da Boogie Week carrega essas propostas. Abrindo o mês da Consciência Negra, o evento, que acontece no dia 1º de novembro, no Auditório do Parque Ibirapuera, em São Paulo, apresenta uma programação que une inteligência, tecnologia, música, negócios, stand up, teatro e afins. O público esgotou rapidamente os ingressos gratuitos disponibilizados. 

Organizada pela produtora Boogie Naipe, responsável pelas carreiras dos Racionais e de Mano Brown, a Boogie Week celebra literatura, teatro, humor, autoestima e artes visuais feitas por pessoas pretas. Os humoristas Bruna Braga e Marcos Machado foram convocados para apresentar a programação desta edição, fomentada pelo patrocínio master do YouTube Black Voices, seguido de Burger King, Nubank, Urbia e Parque Ibirapuera. 

No primeiro painel, o produtor executivo da Boogie Naipe, Kaire Jorge, a representante de Comunicação, Diversidade & Inclusão da Sony Music Mayara Almeida e as artistas Tasha e Tracie se reúnem para passar a visão sobre música e o mundo do entretenimento, destacando trajetórias e exemplos de artistas negros no segmento. Já no segundo papo, as cantoras Tati Quebra Barraco, Jup do Bairro e a dermatologista Katleen Conceição debatem a autoestima negra, com as belezas e os desafios que permeiam o tema. Na terceira mesa, a conversa sobre empreendedorismo tem a participação do CEO da Kondzilla Konrad Dantas, da Global Head D&I do Nubank Helena Bertho e da diretora de criação e conteúdo da TV Globo Samantha Almeida. Os intervalos de cada painel recebem pocket shows dos artistas Karen Francis e Rincon Sapiência

Reunindo pessoas com expertises tão diversas, a Boogie Week promove acolhimento à pluralidade de experiências negras e estimula a construção coletiva entre pessoas pretas. É um lugar para aqueles que historicamente tiveram espaços de poder negados. “A programação se abre para todas as culturas, não é direcionada a um só tipo de arte. Mas, é claro, na nossa cultura preta, a música é a base e está em todos os espaços. A música permeia todas as obras, e não poderia faltar na semana de cultura preta”, considera a empresária e advogada Eliane Dias, porta-voz e idealizadora do projeto. 

Para que o legado negro permaneça forte, a Boogie Week aplaude os mais velhos promovendo ainda a premiação aos Griô da Cultura Preta. Para Eliane, celebrá-los em vida faz parte do conceito do evento. “Os que abriram caminho, enfrentaram o racismo de forma mais contundente e ganharam bem menos dinheiro do que mereciam, devem ser homenageados pelos seus”, avalia ela.

Na proposta central, está também a valorização do conhecimento e da presença equiparada entre homens e mulheres negros em todas as frentes do projeto. “Como na primeira edição, temos em maioria profissionais pretos, qualificados, fazendo jus ao movimento Black Money, com carinho por todos”, diz a porta-voz. “E já passou da hora de darmos às mulheres pretas o devido respeito, porque estamos em 2022 e ainda somos a base da sociedade brasileira, ganhamos muito menos que qualquer outro profissional, tanto monetariamente como no sentido da visibilidade”, completa Eliane.

Nesta edição, a Boogie Week celebra a cultura preta com cores e dimensões cada vez mais plurais, afinal, fazem parte dessa história ancestral o cuidado, a tecnologia, a arte e a alegria que mantêm o povo negro como resistência. Na área do foyer, antes da abertura oficial, o público ainda poderá ver uma exposição de Uberê Guelé, artista também responsável pela arte da identidade visual do evento e dos grafiteiros do grupo OPNI. Durante todo o dia, o público ainda terá acesso a uma feira de literatura preta e mais novidades ainda serão divulgadas. 

Confira a programação completa: 

14h30: “O Corre de Milhões: Desafios e oportunidades da música preta”, com Kaire Jorge, Mayara Almeida, Tasha e Tracie

15h30: “Posturadas: Autocuidado como revolução”, com Tati Quebra Barraco, Jup do Bairro e Katleen Conceição

16h30: Pocket show de Karen Francis

17h10: Peça teatral “Cria Di Outro Planeta”

17h50: “Inovação: Tecnologia preta no comando”, com Konrad Dantas (KondZilla), Helena Bertho e Samantha Almeida

18h45: “The African Pride”, fala de Carolina Maíra de Morais

19h20: Pocket show de Rincon Sapiência + atração surpresa

20 horas: Encerramento

Serviço:

Boogie Week @ Auditório do Parque Ibirapuera, SP
Data: 1º de novembro (terça-feira)
Horário: abertura às 12 horas e encerramento às 20 horas 
Local: Auditório do Parque Ibirapuera
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, 0, Ibirapuera
Ingressos*: retirada pelo site Sympla

*Entrada nominal e intransferível, é necessário levar documento de identificação válido com foto.

*Menores de 18 anos entram apenas acompanhados de responsável legal, evento com venda de bebidas alcoólicas, proibida para esse público. É proibido entrar com armas de fogo, objetos cortantes, garrafas, bebidas alcoólicas ou de qualquer tipo, material inflamável, câmera profissional, animais de estimação e drone.

Acompanhe as redes sociais da Boogie Week e da Boogie Naipe aqui

Ficha Técnica:

Idealizadora: Eliane Dias 
Direção Executiva: Marina Deeh 
Direção de Comunicação: Luiz Félix
Porta Vozes: Domenica Dias e Kaire Jorge
Assessoria de Imprensa: Trovoa Comunicação
Realização: Boogie Naipe

Assessoria de Imprensa: 
Trovoa Comunicação
+55 11 98432-0330
Carol Pascoal – carol@trovoa.com
Gabi Cruz – gabi@trovoa.com 
Nathália Geraldo – nathalia@trovoa.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *