CRS lança “Música Rápida para Cérebros Acelerados” a música mais rápida que você vai ouvir hoje 

CRS lança “Música Rápida para Cérebros Acelerados” a música mais rápida que você vai ouvir hoje 

A banda de Metal extremo CRS, também conhecido como Cirrhosis, apresenta seu novo single intitulado “Música Rápida para Cerebros Acelerados”. Com mais de 30 anos de experiência no cenário musical, a CRS continua a demonstrar porque ainda é relevante.

Os mexicanos do Cirrosis surpreendem novamente ao mostrar sua versatilidade com uma música de menos de 10 segundos de duração, nos moldes do ‘Noisecore’. Este single é uma clara homenagem a uma das bandas pioneiras do gênero, Napalm Death. A homenagem fica ainda mais evidente com a arte do single, notadamente inspirada nas capas dos álbuns “Scum” e “From Enslavement to Obliteration” do referido grupo inglês.

Destaca-se o fato de a voz dessa ‘mini-música’ não ser fornecida por Sir Oz, mas sim pelo próprio guitarrista Francisco “Chucky” Oroz que assume o controle vocal nesta curta peça. Apesar da curta duração da música, a qualidade sonora e de produção continua se destacando, demonstrando que a CRS mantém seu status de rei da qualidade sonora, cuidando de cada detalhe na produção.

Em contraste com o último single da banda intitulado “No Perdonamos”, cujo vídeo foi recentemente censurado injustificadamente pelo YouTube, “Música Rápida para Cerebros Accelerados” traz um hit inesperado de 9 segundos que deixa os ouvintes maravilhados e sem tempo para absorver o que acabaram de ouvir – claro que vão dar ‘play’ de novo, tantas outras vezes.

Ouça CRS – “Música Rápida para Cerebros Acelerados” :

Sir Oz comenta sobre isso: “Queríamos fazer algum ‘noisecore’. Desde o início do Cirrosis, lá em 91, o Napalm foi nossa grande influência. (Sir Oz conheceu Chucky, mais precisamente, porque ele estava vestindo uma camiseta “Scum”.) Era uma dívida pendente. O título da música foi tirado de uma de nossas primeiras composições, que nunca foi gravada. Lembro-me que a letra dizia algo como ‘Eles não conseguem nos entender por causa da nossa velocidade’, numa clara referência ao fato de sempre nos terem dito que a nossa música era puro ruído.”

A capa do single foi feita por Eva Daniela Castro, talentosa artista de Sonora, sob a direção do próprio Sir Oz. A obra reflete o esgotamento da crítica social e o peso que as corporações e as convenções sociais continuam a ter na vida das pessoas.

Francisco “Chucky” Oroz, guitarrista fundador e produtor da banda, comenta: “Em ‘Música Rápida para Cérebros Acelerados’, prestamos homenagem a grupos de noise/grindcore, especialmente bandas como Napalm Death. Muitas das bandas que admiramos nos anos 80 e Os anos 90 tinham músicas super curtas. Por exemplo, eu me lembro muito de ‘S.CH.C.M.H.U.P.’ de Makina no álbum ‘Dilema’, montamos uma música que dura cerca de 10 segundos, na qual gravei o vocal guia (que é apenas o título da música), e Sir Oz comentou que deveríamos deixar assim. minha voz que você ouve na versão final. Quando Kello enviou seu baixo, ele veio com duas opções com afinações diferentes ‘Decida qual você mais gosta’, ele me disse. Como eu não conseguia decidir qual soava melhor, tive a ideia de usá-los dois ao mesmo tempo, girando para a esquerda e para a direita, invertendo as posições das guitarras, que agora estão no centro. Soou brutal e combina muito mais com o ruído/grind. “

Com este lançamento, a CRS demonstra a sua capacidade de inovar e homenagear as suas influências, mantendo sempre uma qualidade sonora excepcional.

Siga o CRS em seus canais oficiais:

https://www.instagram.com/cirrosisband

https://www.facebook.com/crsmetalband

https://www.youtube.com/@CRSBAND

A Rádio Sem Fronteiras

asbrazil

Deixe um comentário