Francisco, el Hombre flerta com o ska em nova versão de “Batida do Amor”

A canção integra o álbum 10 años, que celebra a primeira década de atuação do grupo e chega nas plataformas de streaming em abril

“É uma canção para dançar, cantar e suar”. Assim a Francisco, el Hombre define a nova versão de “Batida do Amor”, disponível nas plataformas de áudio a partir do dia 29 de março (ouça aqui). Esse single, originalmente, foi fruto de Francisca La Braza, um projeto do quinteto com os cariocas do Braza, em 2018, que gerou um EP homônimo. Cinco anos depois, a música recebe traços de ska em uma releitura que fará parte de um disco em comemoração aos 10 anos da Francisco, el Hombre — com lançamento previsto para o próximo mês.

“‘Batida do Amor’ é uma das nossas músicas mais ouvidas e sempre está presente nos setlists dos nossos shows. Além disso, marca uma amizade musical muito forte”, comenta Andrei Kozyreff, que integra a Francisco, el Hombre ao lado de LAZÚLI, Mateo Piracés-Ugarte, Sebastianismos e Helena Papini. Com números que ultrapassam a marca de 10 milhões de plays, o single agrega os perfis das duas bandas, mas, ao mesmo tempo, funciona muito bem quando executada apenas por uma das partes.

Na releitura para os 10 anos, a sensualidade presente na primeira versão abre espaço para um ritmo mais enérgico, reproduzindo a pegada como a Francisco, el Hombre performa a canção ao vivo nas apresentações. Isso de deve não só pelo histórico da banda com raízes latinas, mas também por conta de estudos, como explica Mateo: “a gente tem buscado várias sonoridades nos últimos tempos, algumas a Helena trouxe no baixo, desde Casa Francisco (2021), outras a partir de influências que cada um traz pra banda. É algo bastante natural”. 

Sucedendo a nova versão de “Triste, Louca ou Má” (ouça aqui), “Batida do Amor” é a segunda canção a ser divulgada do novo trabalho da Francisco, el Hombre, intitulado 10 años, previsto para o próximo mês. 

Assessoria de Imprensa:
Trovoa Comunicação
+55 11 98432-0330
Carol Pascoal — [email protected]
Gabi Cruz — [email protected]
Thaís Huguenin — [email protected]

A Rádio Sem Fronteiras

Deixe um comentário