Juventude Maldita: Show gratuito no Tendal da Lapa neste domingo

Juventude Maldita: Show gratuito no Tendal da Lapa neste domingo

Neste domingo (21) a banda Juventude Maldita, ao lado das bandas Subviventes, Deserdados e Excluídos, se apresentam no Tendal da Lapa (Rua Guaicurus, 1100, Lapa, São Paulo). Será uma celebração com muito Punk Rock, e a entrada é gratuita. O show começa a partir das 15h.

No mês de abril, o Juventude Maldita fez alguns shows na histórica ‘Finnish Invasion Tour’ que contou com as lendas do Punk e Hardcore finlandês, Terveet Kädet e Rattus. Em março eles fizeram uma mini tour sul-americana, com os argentinos da banda Los Fastidios, com shows no Brasil, Argentina e Uruguai.

Além dos shows com os argentinos e os finlandeses, o Juventude Maldita também já fez shows na América do Sul, ao lado dos ingleses do Doom.

E em outubro a banda embarcará pela primeira vez para o México, ao lado da banda Acidez, uma das mais importantes do Punk daquele país – o Acidez é uma banda originária da cidade de Guadalajara, Jalisco, no México; foi formada em 2003 e além do Punk, mistura elementos de hardcore, Speed e Thrash Metal.

Assista o videoclipe de “Me Dê a Mão Carregue o Meu Caixão”:

A Juventude Maldita foi formada em São Paulo, em 1997, por 3 jovens que queriam falar o que pensavam sem papas na língua. O estilo era e continua sendo Punk Rock, com letras de contestação, melodias e vocal agressivo. Em 1998, a banda gravou seu primeiro registro, que seria lançado posteriormente na coletânea “Punk Rock: Distorção & Resistência” e em 2000 iniciaram a gravação do split “Total Punk”, dividido com a banda Resistência. Esse disco, gravado e mixado em rolo de 16 canais, foi o responsável pela consolidação da banda na cena Punk / HC, sendo seguido de muitos shows e da participação no disco “Vira-Latas”, um tributo à banda Cólera, preparando terreno para o primeiro álbum da banda, “Germinal”. Esse disco foi gravado e mixado entre 2004 e 2005 por Marcello Pompeu, também em formato analógico, e masterizado por Heros Trench (ambos integrantes da banda paulista de metal Korzus e proprietários do estúdio Mr. Som) e foi lançado em Dezembro de 2006, na última noite de vida do tradicionalíssimo (agora extinto) Black Jack Rock Bar, em São Paulo.

Em Maio de 2008 a banda gravou 8 músicas para o split “Quem de Medo Corre, de Medo Morre”, dividido com o grupo Final Fight, do ex-guitarrista da banda britânica Cock Sparrer, Chris Skepis. Em outubro de 2008, a banda fez uma bem-sucedida tour na Europa que incluiu países como a Rep. Tcheca, Hungria e Eslovênia. Desde então a banda vem trabalhando em novas composições e videoclipes, que culminaram no lançamento do vinil 7” “Resistência Antifascista”, primeiro vinil de uma séria de 3 a serem lançados pela banda. Em março de 2014 a banda fez a segunda turnê europeia passando por Rep. Tcheca, Eslováquia, Hungria, Sérvia e Alemanha. No ano de 2017, a banda fez uma tour no Nordeste e Sudeste, junto com a banda Subversivos, do Recife. Essa parceria também resultou no lançamento de um disco Split, chamado “20 anos de Luta”. O próximo lançamento, em 2018, chamado “Manual do Guerrilheiro Urbano” foi alvo de uma campanha de crowdfunding e está disponível por enquanto somente nas plataformas digitais. Em 2022, a banda lançou um single e videoclipe intitulado “Me Dê a Mão, Carregue o Meu Caixão” que fará parte do novo disco da banda, que vem sendo preparado e deverá contar com 12 músicas.

A Juventude Maldita é: DMNT (guitarra e vocal), Bolão Junior (baixo e vocal) e Thitêra (bateria e voz)

Acompanhe o Juventude Maldita em seus canais oficiais:

https://www.instagram.com/juventudemaldita/

https://www.youtube.com/@juventudemaldita1998

https://www.facebook.com/juventusmaldito

A Rádio Sem Fronteiras

asbrazil

Deixe um comentário