Magüerbes: videoclipe de Coreto mostra a essência da banda nos palcos

Magüerbes: videoclipe de Coreto mostra a essência da banda nos palcos

O recém-lançado single do Magüerbes, ‘Coreto’, agora ganha videoclipe com foco no que é a banda no ao vivo, destacando a energia e a dinâmica única das apresentações da banda. Assim como a música, o clipe é lançado via Repetente Records, selo administrado e criado ano passado por Badauí, Phil Fargnoli e Ali Zaher, músicos do CPM 22, que agora também tem direção artística de Rick Lion.

Assista ao clipe aqui:

 poesia visual de ‘Coreto’, ou o videoclipe do single, traz uma seleção de imagens de shows recentes do Magüerbes, muito bem costuradas sob a direção e edição de Fabrizio Martinelli (o guitarrista da banda).

“Surgiu da oportunidade de registrar nosso próprio festival, o Obrigado Vida, organizado pela SHN, que é praticamente uma simbiose com o Magüerbes. E transformamos cenas destes shows em videoclipe. A ideia é apresentar a banda visualmente como é ao vivo para o velho e novo público”, conta Fabrizio.

O guitarrista – diretor do clipe – tem razão. Magüerbes ao vivo é intenso, catártico, e é disso que se trata o clipe de ‘Coreto’. “Tem o lance do Haroldo ser um vocalista que passa a maior parte do show no chão, isto é, entre o público, ele não fica apenas no palco com o restante da banda. Independente do tamanho do show”.

Desta forma, o Magüerbes joga este cartão de visitas no pacote de lançamento de ‘Coreto’, a estreia da banda na Repetente Records, e o primeiro movimento do novo disco ‘Rurais’, que sai em breve pelo selo.

Um detalhe pontuado pelo diretor é a gravação do clipe em câmera lenta, em slow. “Todo clipe ao vivo é aquela bagunça e correria, muitos cortes, mas pensei o oposto, mostrar a banda devagar, para ‘contemplar’ o Magüerbes como ela é. São cortes longos e mais lentos”.

Ficha técnica
Direção, montagem, finalização: Fabrizio Martinelli
Imagens: Marcelo Borelli, Marcelo Fazola, Henrique Duria, Nando Matheus, Lays Milanello e Paulo Henrique de Oliveira
Drone: Marcelo Borelli

Coreto, o single

Coreto, o primeiro single do disco, é uma referência explícita aos pequenos palcos das praças do interior do Brasil, muito presente na memória afetiva dos integrantes da banda.

Ouça Coreto: https://ditto.fm/maguerbes-coreto.

O single apresenta uma mistura do peso e da sincronia do metal com nuances do hardcore melódico. A letra fala implicitamente sobre possibilidades, das lutas, de aprendizados e resultados nem sempre
equivalentes e/ou esperados em relações de amor.

Magüerbes, a banda

Formado por Haroldo Paranhos (voz e ruídos), Ricardo Franciscangelis (bateria), Julio Ramos (baixo) e, Fabrizio Martinelli e Fabio Capelo (guitarras), o Magüerbes é altamente indicado para pessoas de cabeça aberta que gostem de street art, verdadeiras amizades, Beastie Boys, guitarras pesadas, Black Sabbath, beats de Hip-Hop, Deftones, indie, Helmet, distorções e Sonic Youth.

Desde 1994 na ativa, foi fundada na cidade de Americana, interior paulista e está atualmente estabelecida na cidade de São Paulo. Em 2023 completa ininterruptos 29 anos de serviços prestados à música alternativa independente nacional, com sete discos lançados e há muito tempo ostentando o título de “uma das bandas mais autênticas do cenário brasileiro”.

Novo álbum, Rurais

Para o mais recente trabalho, o Magüerbes buscou inspiração na sua origem, no passado, nas memórias afetivas, com referências às coisas comuns do dia-a-dia e dos costumes e relações, do artesanal.

Batizado de Rurais, em referência aos ônibus que transportam os trabalhadores rurais de casa para o trabalho no campo, o novo disco da banda foi totalmente financiado por fãs e apoiadores em um projeto de colaboração criado e administrado pelos próprios integrantes em suas redes sociais, onde foram produzidos diversos artefatos com a temática do novo disco, e vendidos antecipadamente para adquirir os recursos para toda sua produção.

O disco foge de todos os formatos físicos convencionais: ele é uma gravura, uma impressão feito manualmente num papel especial, numerado e assinado por toda banda, ele traz todas as letras, artes e ficha técnica, e pode se transformar num “toy paper” para recortar, colar e montar um objeto, no formato de um mini ônibus que contém o QR code e que direciona o público para as faixas dos disco nas principais plataformas de streaming.

Magüerbes nas redes

www.instagram.com/maguerbes

A Rádio Sem Fronteiras

asbrazil

Deixe um comentário