Orquestra Brasileira de Música Jamaicana lança clipe da música “Ramsés

A Orquestra Brasileira de Música Jamaicana lançou nesta sexta-feira (7) no canal oficial no Youtube o clipe do single “Ramsés”. Assista aqui.

O videoclipe de “Ramsés”, faixa do mais recente álbum autoral da OBMJ – MAIOR – aproxima a cultura de bairro da Zona Leste de São Paulo e a Lucha Libre mexicana. Além de entreter com golpes espetaculares e toda a pancadaria típica desse gênero performático, o clipe se propõe a revisitar referências dos anos 80 e 90 com bom humor, incluindo a construção do conceito de masculinidade pelos filmes dessa época. Tudo isso embalado pelo som contagiante da banda!

No elenco do vídeo, além dos integrantes da OBMJ, estão lutadores da BWF – a Federação Brasileira de Luta Livre -, capitaneada por Bob Junior, uma lenda viva da modalidade no país. As gravações aconteceram em um clube da Zona Leste onde Bob treina seus luchadores.

A produção de “Ramsés” é do Estúdio Dead Pixel com produção executiva de Gustavo Michelucci. A direção ficou a cargo de Andre Ferezini e a fotografia é assinada por Thiago Beck.

Sobre a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana

A Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, como o nome sugere, reproduz de maneira inteligente e divertida, versões de grandes clássicos da música brasileira em ritmos jamaicanos criados nas décadas de 50 e 60. Ska, Rocksteady e o Early Reggae são alguns dos ritmos dançantes que permeiam na Orquestra. Criada originalmente pelo músico e produtor Sergio Soffiatti e pelo trompetista Felippe Pipeta, a OBMJ tem como objetivo principal fazer o público dançar.

É difícil traduzir em palavras o entusiasmo do público ao dançar “O Guarani”, clássico da música erudita brasileira, transformado em Ska ou a bossa nova do mestre Tom Jobim “Águas de Março” tocada em Early Reggae.

No repertório dos shows da OBMJ também estão músicas dos dois álbuns autorias – OBMJ ATACA (2015) e MAIOR (2023), incluindo “Ska Around the Nation”, a música mais conhecida da banda.

Em seus 15 anos de história a OBMJ construiu uma carreira internacional com passagens pelo Canadá e México e fãs por todo o mundo. Já são mais de 500 shows no curriculum e diversas participações de peso em sua história: Samuel Rosa, Nando Reis, André Abujamra, Bnegão, Paralamas do Sucesso, Zeider Pires (Planta & Raiz), Chris Murray (E.U.A/CAN), Mr t bone (Itália), Mitchel Brunnings (Hol), e Tokyo Ska Paradise Orchestra (Japão).

A OBMJ também dividiu o palco com grandes nomes da música, como The Skatalites, Toots and the Maytals, Alpha Blonde, Stanley Jordan, Ky-Mani Marley, Paralamas do Sucesso, Céu, The Slackers (E.U.A), Western Standart Time Ska Orchestra (E.U.A), entre outros.

Em 2023 a OBMJ lança “MAIOR”, segundo disco autoral e quinto da carreira. O novo trabalho apresenta 11 músicas inéditas com influências da música do Caribe, de Belém do Pará, música Andina da América Latina e, claro, da música Jamaicana, com muito Ska e Reggae.

Orquestra Brasileira de Musica Jamaicana:

Sergio Soffiatti (guitarra e vocais)

Felippe Pipeta (trompete e flugelhorn)

André Mitsuoka (trombone)

Igor Thomaz (sax barítono e sax alto)

Fernando Bastos (sax tenor e flauta)

Otavio Nestares (Trompete e Flugelhorn)

Fabio Luchs (bateria e backing vocals)

Licoln Bretha (baixo)

Pedro Cunha (piano, órgão e backing vocals)

Informações à imprensa:

Catto Comunicação

Simone Catto – [email protected]

A Rádio Sem Fronteiras

Deixe um comentário