The Mist: instituição do metal mineiro toca dia 1º de julho no SESC Belenzinho 

Riccardo Linassi, Vladimir Korg, Wesley Ribeiro e Thiago Oliveira tocarão as novas do EP “The Circle of the Crow” e os grandes clássicos

A banda mineira The Mist, que conta com Vladimir Korg (vocal), Thiago Oliveira (guitarra), Wesley Ribeiro (baixo) e Riccardo Linassi (bateria), retornarão a São Paulo para um show especial no programa Música Extrema do SESC Belenzinho, que ocorrerá no dia 1º de julho, a partir das 20h. No repertório do show, faixas do mais recente EP, “The Circle of the Crow” (2022), e os clássicos. “É muito bom poder voltar a tocar no SESC Belenzinho, que sempre oferece eventos de qualidade para o público paulistano. Desta vez, com o guitarrista Thiago Oliveira, que é de São Paulo”, comentou Korg. “Tocaremos, além dos clássicos, as faixas do EP ‘The Circle of the Crow’, e também teremos nosso merch à venda no local. Esperamos todos para uma grande noite”, acrescentou.

Confira o single “My Inner Monster” em https://youtu.be/2FFwo93lT84.

Surgido há 35 anos na cidade de Belo Horizonte (MG) pelos remanescentes da banda Mayhem e contando com o ex-Chakal, Vladimir Korg, o The Mist fez a sua estreia fonográfica no ano seguinte com “Phantasmagoria”. Ganhou notoriedade por apostar em um som baseado no thrash metal convencional com o heavy metal. Em 1991, o agora quarteto gravou o trabalho que é considerado o clássico da banda, o conceitual “The Hangman Tree”, que marcou a estreia de Jairo Guedz (guitarra, atual The Troops of Doom e ex-Sepultura) e revelou Cello Dias como um compositor diferenciado. A aposta em climas soturnos e letras alegóricas e poéticas, flertando com o cinema e clássicos da literatura, como O Mágico de Oz e Peter Pan e a Terra do Nunca, se mostrou acertada.

Com uma nova alteração na formação, após a saída de Vladimir Korg, a banda mineira experimentou o metal industrial com “…Ashes to Ashes, Dust to Dust…” (EP, 1993). À época, o The Mist realizou alguns shows como trio, tendo Cello Dias no baixo e vocal, Jairo Guedz na guitarra e Chris Salles na bateria. Porém, para “Gottverlassen” (1995) foi recrutado Cassiano Gobbet, que entrou no posto de Cello Dias, que saiu para se juntar ao Soulfly, de Max Cavalera. Além disso, ocorreu a entrada do guitarrista Fabio Audrey para alguns shows. A banda, então, decidiu encerrar as atividades e retornou somente em 2018, quando Korg reativou o The Mist com Salles e Guedz. Wesley Ribeiro, baixista do Hellspunch, se juntou para a “The Scarecrow Tour”. Guedz saiu para criar o The Troops of Doom em 2020, e Chris Salles deixou a banda por motivos particulares. Edu Megale ficou encarregado da guitarra, mas após se mudar para Portugal cedeu o posto a Thiago Oliveira, que segue em turnê ao lado de Korg, Wesley Ribeiro e Riccardo Linassi.

SERVIÇO – THE MIST EM SÃO PAULO:
Data: dia 1º de julho
Horário: a partir das 20h30
Local: SESC Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Ingressos antecipados em https://www.sescsp.org.br/programacao/the-mist-musica-extrema/

Discografia:
Phantasmagoria (1989)
The Hangman Tree (1991)
…Ashes to Ashes, Dust to Dust… (EP, 1993)
Gottverlassen (1995)
The Circle of the Crow (EP, 2022)

Contatos:
Plataformas de streaming: https://linktr.ee/themistband
Instagram: www.instagram.com/themistband
E-mail: [email protected]

Chamada do show no SESC Belenzinho em vídeo: 

ASE Music
www.asepress.com.br/music
www.instagram.com/ase_press/
https://linktr.ee/batalha

A Rádio Sem Fronteiras

Deixe um comentário