Velhas Virgens em Porto Alegre: (12/05): orgulhosos do novo álbum e prontos para festejar 

Velhas Virgens em Porto Alegre: (12/05): orgulhosos do novo álbum e prontos para festejar 

Sexta-feira é dia de celebrar a vida. E festejar é imperativo para muitos! A banda Velhas Virgens faz parte do time que gosta de aproveitar o referido dia da semana com som alto e rodadas de cerveja. E vai poder fazer isso em Porto Alegre, dia 12 de maio, às 22h, no Alcabar (Travessa São José, 515 — Navegantes).

O show atual tem foco no álbum mais recente, “O Bar Me Chama” (2020). Sobre esse registro, o guitarrista e integrante da formação original Alex Cavalo pontua:

“Esse foi um trabalho que tive muito orgulho de fazer”, escreveu o músico em postagem no instagram da banda

Além das músicas do até então atual lançamento das Velhas, o show deve contar com temas que andavam fora do setlist, lados Bs e releituras de canções brasileiras do começo dos anos 70 (Sá, Rodrix e Guarabira, Caetano Veloso e Secos & Molhados) com a pegada roqueira característica das Velhas.

O quarteto gaúcho Madame Chaos é a atração convidada para fazer as honras da casa. A banda vai aquecer o público mostrando seu autodenominado “metalhard” (mistura da essência do heavy metal com a mentalidade de criação das bandas de hardrock).

Ingressos disponíveis aqui: https://bilheto.com.br/evento/1283/Velhas_Virgens.

 ::: VELHAS VIRGENS :::

Local

Alcabar (Travessa São José, 515 — Navegantes)

Classificação etária

18 anos

Quando

Sexta-feira, 12 de maio, às 22h

Horários

18h — abertura da casa

20h30min — Madame Chaos

22h — Velhas Virgens

Ingressos

2º lote (PROMOCIONAL)

Solidário — R$ 85,00*

Meia — R$ 80,00** 

Inteira — R$ 160,00

3º lote 

Solidário — R$ 95,00*

Meia — R$ 90,00** 

Inteira — R$ 180,00

4º lote

Solidário — R$ 105,00*

Meia — R$ 100,00** 

Inteira — R$ 200,00

* Solidário — limitados e válidos somente com a entrega de 1kg de alimento não perecível na entrada do show, no dia do evento.

** Meia-entrada — para estudantes são válidas somente as seguintes carteiras de identificação estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

Pontos de venda 

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência)

Loja Beatnik (Rua Marechal Floriano Peixoto, 705 — Centro Histórico). Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h / sábado, das 10h às 17h. Fone: (51) 984490776.

Online (com taxa de conveniência)

www.bilheto.com.br (em até 10x no cartão) 

* A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora dos pontos de venda anunciados

** Será proibida a entrada de câmeras fotográficas/filmadoras profissionais e semiprofissionais.

VELHAS VIRGENS

Com mais de 33 anos de estrada, a maior banda independente do Brasil, as Velhas Virgens, embalam novo show no qual o álbum mais recente “O Bar Me Chama” (2020) é a maior atração — ao lado de músicas que andavam fora do setlist e lados B.

Além disso, o grupo promete releituras de canções brasileiras do começo dos anos 70 de nomes como Sá, Rodrix e Guarabira, Caetano Veloso e Secos & Molhados. Tudo com a pegada roqueira característica das Velhas. 

“Os shows vão ser panelas de pressão com um viés hippie pesado”, definem os membros do grupo. 

O som de “O Bar Me Chama” é setentista no timbre, nas passagens, na temática e no peso das músicas. As Velhas Virgens investiram em mash ups, citando riffs clássicos dos anos 70, imortalizados por Alice Cooper, Jimi Hendrix, Neil Young & Cia., e fazendo uma mistura deles com clássicos da MPB.

A formação atual das Velhas é Paulão de Carvalho (voz e gaita), Alexandre Cavalo Dias (guitarra), Tuca Paiva (baixo elétrico), Juliana Kosso (vocal), Filipe Cirilo (guitarra) e Simon Brow (bateria).

Sobre as Velhas Virgens

A banda carrega na bagagem mais de dois mil shows realizados por todo o Brasil, tornando-se o grupo nacional com mais tempo de sucesso independente, segundo apontamento do livro de recordes brasileiro, RankBrasil.

As Velhas Virgens têm muita história para contar e para cantar nesses mais de 30 anos de uma longa e tortuosa estrada que rendeu 18 CDs, sete DVDs, dois livros, uma gravadora e sete rótulos de cervejas artesanais (cuja receita é do baixista Tuca Paiva).

Os números surpreendem, considerando que falamos de artistas independentes: mais de 600 mil seguidores nas mídias sociais e música no YouTube com 2,5 milhões de acessos.

As Velhas também mantêm uma grife de camisetas e gifts, a Gravadora Gabaju Records, bem como muitos outros produtos derivados da marca. É só entrar nos sites www.velhasvirgens.com.br e www.gabaju.com.br e conferir.

MADAME CHAOS:

O poder do rock vive neles! Unidos pelo lifestyle rock ‘n’ roll e muita atitude, quatro amigos se associaram para criar uma das mais promissoras bandas da atualidade. Formada por Guilherme França (vocalista e guitarra base), Nathan Freitas (baterista), Fábio Michel (guitarrista solo) e Ariel Gaspar (baixista), a Madame Chaos é a consagração da melhor composição de subgêneros do rock.

Identitariamente compostos pelo visual e som hard rock, as inspirações do grupo vão além da composição de canções com uma pegada forte no country e no blues, misturando um som versátil que utiliza bases que viajam desde o heavy metal, passando pelo grunge e chegando até mesmo no jazz. 

As canções da banda são pesadas e agressivas, ao mesmo tempo em que extremamente melódicas, exalando os sentimentos humanos diários, ensinando lições e passando valores como aprender a lidar com situações que vivemos em nosso âmago. 

A Madame Chaos já participou de festivais e diversos shows nos quais apresentou as quatro faixas do seu EP “Ready to Fire”, bem como os singles ‘Sweet Paranoid’, ‘Wasted Bones’ e ‘Overdose’ — que tem o poder de levar qualquer um que os escuta instantaneamente para a era de ouro do hard rock dos anos 1980 e 1990.  Conforme já dito em uma entrevista ao “José Florêncio Podcast”, a banda se identifica como “metalhard”, que é a mistura da essência do heavy metal com a mentalidade de criação das bandas de hard rock. 

A Madame tem previsto para 2023 um novo EP com mais quatro músicas que trazem a proposta de explicar melhor o porquê de a banda se identificar como “metalhard”. As faixas estão sendo mixadas e masterizadas pela AudioFARM Recording Studios.

Resumo

O que: Velhas Virgens

Quando: Sexta-feira, 12 de maio, às 22h

Onde: Alcabar (Tv. São José, 515)

Quanto: de R$ 70 a R$ 200

Informações: www.abstratti.com 

Homero Pivotto Jr.

Assessor de Imprensa 
Abstratti Produtora 
www.abstratti.com
facebook.com/abstratti 
twitter.com/abstratti 
youtube.com/abstratti 
(51) 98557-3136 celular 
[email protected]

A Rádio Sem Fronteiras

asbrazil

Deixe um comentário