mevoi usa arte rock para falar de ressurgimento e resistência

mevoi usa arte rock para falar de ressurgimento e resistência

mevoi, projeto de art rock do artista e pesquisador Ciro Lubliner (Canções Para Um Mundo sem Humanos, Ladies & Gentleman) lança o segundo single, “Do nada”, que faz parte do vindouro novo álbum “O vice versa”. “Do nada” traz uma sonoridade ligada à tradição do rock psicodélico brasileiro.

Assista ao videoclipe aqui: https://www.youtube.com/watch?v=-Wj0jS0EBv4

A produção foi especialmente dirigida e toda realizada em animação 3D pelo cineasta, músico e produtor cultural Hiro Ishikawa.

Ouça no streaming: https://tratore.ffm.to/mevoidonada.

As conexões diretas e indiretas vão desde artistas dos anos de 1960/1970 (Os Mutantes, Zé Ramalho e Lula Côrtes, Walter Franco) até contemporâneos (Bike, Ema Stoned, Rakta, Hierofante Púrpura).

Já a letra da canção trata de movimentos de levante de uma massa anônima, sem rosto, encarnada sobretudo por elementos da natureza que, mesmo diante de forças reativas de destruição, aparecem como agentes de sublimação e resistência.

A letra de “Do Nada” é de Ciro Lubliner e música é assinada por Ciro Lubliner e Rafa Well.

mevoi em “Do Nada” é:
Ciro Lubliner – voz, guitarra e palmas
Rafa Well – baixo, guitarra e programação
Henrique Rocha – percussão
João Paulo Paixão – voz e palmas
Hiro Ishikawa – bateria

Em julho, o mevoi realizará o show de lançamento do disco na cidade de São Paulo, ao qual se seguirão eventos pelo interior do estado e pelo Brasil.

A capa deste e outros singles, assim como a do disco, foram criadas e executadas em pintura exclusivamente para o álbum pelo artista Victor Gaspari Canela.

Psicodelia, folk e alternativo

O mevoi retorna em O vice versa com a mistura entre a psicodelia, o folk e o rock alternativo, com ecos de Os Mutantes, Júpiter Maçã, Walter Franco e Sonic Youth. O título do disco remete à ideia de retorno, da reciprocidade e do duplo. Além disso, trata-se de, ironicamente, valorizar o vice, o segundo lugar, os derrotados que se enunciam pelo mote de que “a prata é tão bela e reluz mais que o ouro”.

O novo álbum conta com diversas participações, como as de Jac Oshima, no piano, Rodrigo “Coelho” Ribeiro (Buena Onda Reggae Club), no trompete, e Hiro Ishikawa (Sorry for all), na bateria, entre outrxs.

Cabe também destacar uma versão em português para a música “Honeycomb” (“Adeus à deprê”) da banda estadunidense Wavves e uma homenagem póstuma a Daniel “Nié” Carezzato, baterista do mevoi (“Não é?”).

Sobre Ciro Lubliner

Ciro Lubliner é músico, pesquisador e tradutor e tem trabalhos no campo do cinema, onde participou da realização de curtas-metragens de ficção e documentários.

Na música, a jornada começou em 2006 com a banda Canções para um mundo sem Humanos, formada na cidade de São Carlos (interior de São Paulo) e que durou até 2008. Era um power trio, com Ciro (guitarra/voz), Hiro Ishikawa (bateria/teclado/voz) e Marcos Pio (baixo/voz). A banda lançou dois singles, “Let’s Take a Walk” e “The Clown’s Howl”, além do EP “canções”, com cinco faixas.

Em seguida, a partir de 2010, Ciro formou e entrou como guitarrista e vocalista na banda de rock alternativo Ladies & Gentleman, um quarteto que era completado por Gabriel Nanbu (guitarra e vocal), Caio Kenji (baixo) e João Paulo Paixão (bateria e vocais).

A Ladies, com letras em inglês, trazia na sonoridade os ecos do punk e de bandas alternativas dos 90, além de garageiras sessentistas. Nos arranjos, riffs pesados, solos grudentos, vocais estranhos, baixo-distorção, guitarras gentis.

O primeiro EP do Ladies & Gentleman, “Here They Are…”, foi gravado ao vivo no Z7Studio, de Tadeu Martinez, e lançado na internet em 2011. No início de 2013 foi lançado o segundo EP, intitulado “Silence, and Scents, and Sins”.

Já em 2015, com Hiro Ishikawa na bateria, o mesmo Hiro que está ao lado de Ciro no mevoi, o Ladies & Gentleman lançou seu último EP, “lost is all we are”, gravado no Estúdio Lamparina, produzido por Guto Gonzalez e que conta com a participação de Luciana Crepaldi (vocal).

Com o mevoi, lançou “Seja lá o que isso Seja” pelo selo Abbey Roça em 2022, confira aqui: https://tratore.ffm.to/sejala.

mevoi nas redes sociais

https://www.instagram.com/ciro.mevoi

https://linktr.ee/cirolubliner

A Rádio Sem Fronteiras

asbrazil

Deixe um comentário